Diferença entre crenças limitantes e crítico interno

Só pra deixar claro, crenças limitantes e crítico interno dava uma imersão de um final de semana inteiro só pra falar disso, tá? O que eu quero aqui é abrir as portas pro conteúdo inicial 😀

Se liga, hoje vou responder a pergunta do Rodrigo Castro… ele ficou na dúvida entre a diferença de crenças limitantes e crítico interno.

Em linhas gerais, você precisa saber que o que eu vejo, eu crio… e aí o que você cria faz parte do seu mundo. Um exemplo rápido, completa a frase: homem é ___________. Pronto, a definição de homem é essa no seu mundo e tá tudo bem, o que precisa ser entendido é que isso vai mudar de pessoa pra pessoa dependendo da realidade dela.

Outro exemplo, pra algumas pessoas dinheiro não traz felicidade, pra outras, dinheiro amplifica o que tem inclusive a felicidade… é de cada um! Continuando naquela lógica do que eu vejo, eu crio… o que eu crio, eu sou, faço e tenho.

Então se no mundo que eu criei pra mim, dinheiro não traz felicidade, eu sou uma pessoa que vivo num mundo em que dinheiro não traz felicidade. Logo eu vou fazer coisas de quem acredita que dinheiro não traz felicidade e aí eu vou ter o desdobramento disso e quanto mais eu tenho, mais eu vejo, mais eu acredito, mais eu crio, mais eu sou, faço e tenho!!!

Assim eu crio o ciclo da realidade, massa? E a crença tá principalmente no que eu vejo… é o que vai fazer eu ver as coisas lá fora e criar o meu mundo. Uma crença, que talvez possa ser uma das piores que você pode instalar em uma criança, é o pai que bate na criança e fala pra criança assim “eu tô fazendo isso por amor”, aí a criança entende que bater é amar… ela vê o mundo por meio de uma lente que bater é amar.

É possível que quando essa criança cresça, ela demonstre o amor dela batendo, por que ela acreditou que bater é amar. Percebe? Ela estabeleceu uma crença pra ela. E a crença pode se estabelecer de várias formas como também por generalização. Quando acontece uma coisa com ela e aí ela define que o mundo todo é daquele jeito por um único acontecimento ou repetição desse acontecido.

As crenças que você estabelecer ao longo da vida, vão determinar como você vê o mundo e olha o perigo disso… a forma que você vê o mundo, você cria ele e do jeito que você cria ele, você é, faz e tem. Entende o poder da crença nisso?

E crítico interno?

Crítico interno vem do livro The Inner Game of Tennis do Tim Gallwey. Ele basicamente percebeu que durante uma partida de tênis toda vez que um jogador sacava uma bola, ele falava com ele mesmo. Aí o cara virou pro jogador e falou assim “parceiro, com quem você tava falando no momento do saque?”. O cara respondeu “eu tava falando comigo mesmo”.

E aí veio a sacada, então existe um eu e um eu mesmo… ou existe eu e um comigo mesmo, existe selfie 1 e selfie 2? Então o selfie crítico é que fica dizendo pra gente que não dá ou que não pode. Ou seja, é a voz no seu ouvido que fica reforçando as suas crenças limitantes.

A crença é a forma como você vê o mundo e o crítico interno é o que reforça. Ah… só um comentário: toda crença é ruim? Claaaaro que não, existem crenças que podem ser chamadas de fortalecedoras ou impulsionadoras.

E aí uma última sacada que pode ajudar você no futuro… se você quer ter alguma coisa pra sua vida e não tá conseguindo, provavelmente o que precisa ser feito não está sendo feito e se isso tá acontecendo é provavelmente por que você não é uma pessoa que faz esse tipo de coisa e se você realmente não é essa pessoa, é por que no mundo que você criou pra você, você não é essa pessoa.

E o que principalmente faz a gente ver o mundo de uma forma ou de outra, são as crenças limitantes. Talvez, o seu conjunto de crenças estejam limitando você de ter o que você quer… e aí entra o momento de ressignificar essas crenças e a gente fala disso num próximo artigo!!!

E por falar em próximo artigo, acho que você vai curtir esse conteúdo sobre com quantos anos alguém já pode fazer Coaching?

Deixa aí nos comentários se fez sentido pra você e se tiver em alguma dúvida põe também… vai que eu gravo um vídeo só pra responder a sua pergunta 🙂

21 Comentários


  1. Raquel Mendes

    Muito interessante o texto e video diferenciando entre crenças limitantes e critico interno. Agora bem, há também os casos em que mesmo se a pessoa tiver uma personalidade e postura positiva perante si e a vida, já considerando esta como uma oportunidade incrível de se desenvolver, mesmo assim ela pode acabar fazendo escolhas prejudiciais ou cair na procrastinação. (Guardando algum software negativo).É o caso de “uma amiga minha”. Aqui também entra a importância e necessidade do coach. Muitas pessoas como “minha amiga” tem tudo para serem plenas e exitosas mas estão estancadas. O que escuta do coach lhes parece muito familiar porque é assim que vê, pensa e sente. Então porque não criou uma realidade diferente, se vê, pensa e sente como tão bem explica e sugere o coach? Na minha humilde opinião, é porque todos, inclusive as pessoas positivas e auto confiantes, alguma vez na vida precisa escutar o que já sabe, precisa de um empurrão pra agir, precisa de receber de outro aquilo que a eleva. Afinal somos únicos mas não sozinhos. Afinal todos temos fraquezas. Afinal todos somos seres sociais e como tal precisamos do outro específico. Afinal, todos precisamos de nutrição. Precisamos nutrir-nos de pessoas que nos sacodem. Essas chamadas coach. Portanto, ”minha amiga”, eu, e eu mesmo te agradecemos, Gerônimo, por toda essa nutrição positiva que nos entrega generosa e gratuitamente. Abraços.

    Responder
  2. Marcos Alves Borba

    Faaaaaaaaaala Coach. Grande Jerônimo! Muito bom e gratíssimo pela enorme introdução. Esse é o cara mesmo. Forte abraço.

    Responder
  3. SIMONE ZUCONELLI BONEMBERGER

    Com certeza faz todo sentido! Parabéns pelo conteúdo e pela dedicação ao que faz!

    Responder
  4. Nicoli

    Muito bom seu artigo, gostei muito!!
    Crenças é um assunto que eu preciso trabalhar.
    Obrigada

    Responder
  5. Elizabeth

    Muito bem explicado, que aliás é um dos melhores talentos do Gerônimo!

    Responder
  6. Ronaldo Rios

    Basicamente o que você pensa está nos princípios da Terapia Cognitiva Comportamental e Terapia de Esquemas, o indivíduo durante o seu crescimento desde a infância até a juventude, dependendo de sua criação e vivência social, cria suas crenças e esquemas, que podem adaptativos ou Desaptativos.

    Responder
  7. Isabela Canella Sanches

    DEMAIS seu conteúdo, Geronimo!
    Um dia ainda participarei do Profissão Coach! Eu quero participar e eu vou participar!
    Obrigada por tudo que agrega em nós!

    Responder

  8. Gostei muito de sua apresentação, como você expoe o conteúdo, o formato do video. Um otimo trabalho. Já reforçou o que estou trabalhando em mim. Quero continuar recebendo seus vídeos e qum sabe fazermos um trabalho pessoal msus adiante.
    Me desculpe pertos erros de digitação!

    Responder
  9. Roseli Ap. Raphael Silverio

    Faz muito sentido para mim Geronimo, preciso quebrar as crenças negativas e fortalecer as positivas, muito obgda 😘

    Responder

  10. Muito bom e esclarecedor esse artigo sobre crença limitante e crítico interno. Fez sentido para mim. Valeu Gerônimo, vc é massa!

    Responder

  11. Super GG! Essa dica é top. A tenho utilizado nos workshops de Oratória e Comunicação que realizo presencialmente!. Posso afirmar que mais de 90% dos casos em que as pessoas têm dificuldade em se apresentar ela é ocasionada por crenças limitantes adquiriidas na infância e quando você traz consciência e clareza sobre isso o resultado é fantástico. Vivenciar esse momento não tem preço! Observar a redescoberta de seus potenciais e ver na prática a transformação delas em sua melhor versão. Obrigado pelo trabalho brilhante que realiza! Que Deus o abençoe sempre! Abraço

    Responder
  12. Soraya Tebet

    Na realidade é uma dúvida: qual a diferença entre a pirâmide do sucesso e o roda mapa? Qd devo usar ou outro?

    Responder

  13. Olá! Creio exatamente assim. Inclusive tem um versículo da Bíblia que diz… “A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;” Mateus 6:22
    Se os teus olhos forem bons, tudo em sua volta será bom.
    Grande abraço!

    Responder
  14. Elias Coural.

    Ok Gerônimo. Muito boa sua explicação.
    Como fazer para mudar a forma de “COMO EU VEJO”?
    Abraços.

    Responder
    1. Sueli

      Olá Elias. Vou tomar a liberdade de falar um pouco sobre isso porque já assisti o Gerônimo respondendo essa sua pergunta. Para parar de ver o que vc está vendo, é um processo construído por meio de andar com pessoas que enxergam as coisas que vc quer enxergar, pessoas que tem outro ponto de vista entende? Além disso, tudo o que está a sua volta, os programas, filmes, músicas, livros, locais que frequenta, tudo isso ajuda a compor o seu “filtro” por onde vai enxergar as coisas.

      Responder
  15. Nilton

    Parabéns Gerônimo !Muito esclarecedor o vídeo . Interessante como nossas crenças as vezes nos impedem de ter sucesso ,pena que muitas pessoas não sabem ou não acreditam o quanto essas crenças possam nos prejudicar .
    Você é o cara !

    Responder

  16. Obrigada, Gerônimo pela explicação. Adorei a conexão entre ciclo da realidade e crenças.
    Essa semana tive uma experiência muito bacana me submeti a micro-fisioterapia.

    Fiz isso para encontrar as marcas das crenças e reprogramá-las.

    Veja crenças são conhecimentos profundos, segundo a Gestão do Conhecimento. Sendo assim pode também se manifestar no corpo, assim como quando somatizamos uma doença.

    Pensando nisso e sabendo um pouquinho sobre a micro-fisio, me submeti a sessão e descobri nela, marcas limitantes.

    Lembro de em algum vídeo ter ouvido você dizer que não havia uma forma de mapear crenças limitantes… talvez a micro-fisio seja uma forma. Acho que seria interessante você experimentar e contar se é isso mesmo.

    Vibrando Amor
    Camila da Humanará

    Responder
  17. Italo Yan

    Esse material atestou ainda mais a forma como eu devo trabalhar a minha mente!
    Tem uma passagem bíblica que diz: “Como o homem imagina em sua alma, assim ele é”. (Provérbios 23:7).

    Responder

  18. Quem busca uma nova posição ou vaga no mercado de trabalho deve saber que ter em mente algumas frases para colocar no objetivo do curriculum pode fazer toda a diferença. Afinal, nos dias de hoje, a objetividade e a certeza do que um candidato procura para a sua vida profissional são quesitos bastante valorizados pela grande maioria dos recrutadores.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.