Grandes resultados exigem uma pequena vitória

Eu quero falar contigo hoje sobre como conseguir grandes resultados com uma pequena vitória, e consequentemente com pequeno esforço. Isso vale não só pra você, Coach, como também serve pra usar com os seus clientes, os seus Coachees. Aliás, nenhum Coachee seu pode sair de uma primeira sessão contigo sem ter o que eu vou falar hoje…

Olha só, se liga na parada… Michael Phelps, um nadador americano, até onde eu sei foi um dos maiores (senão o maior) medalhistas olímpicos de toda a história da humanidade. Quando ele começou a carreira de atleta, o treinador viu que o cara levava jeito, mas ele tinha um problema… ele era muito ansioso. O Phelps pulava a largada antes da hora, ou então ficava com medo de errar o tempo da largada e demorava a pular.

Vendo isso, o treinador resolveu determinar um pequeno ponto que o Michael Phelps deveria trabalhar. Aquele aspecto sozinho não ia resolver o problema dele, porém iria ajudar no problema pelas beiradas. Ele fez o Phelps ler um livro com a mãe à noite, e aquela leitura fez com que ele desenvolvesse outros hábitos que, por sua vez, ajudaram pra que ele tivesse maior domínio na hora da largada.

A leitura em si não tem nada a ver com o esporte que ele dominava, mas aquilo foi a pequena vitória (ou hábito angular, são a mesma coisa) dele que possibilitou que outros hábitos se desenvolvessem. Qualquer grande realização que você quer ter na vida precisa que você estabeleça uma pequena vitória (tanto sua como pro seu Coachee).

Vou dar um exemplo simples… uma pessoa quer emagrecer. Você vira e fala: “Se a gente pensar nesse seu desejo, que atitude simples (que talvez nem fizesse tanta diferença na balança), você poderia começar a fazer que vai valer a pena?”. A pessoa pode responder algo como “caminhadas aos domingos”. No primeiro momento isso não vai ajudar a emagrecer, mas tá ótimo como pequena vitória!!

O fato é que a pessoa vai sair todo domingo pra caminhar, e com o tempo isso vai gerando serotonina, dopamina e realização, o que vai fazer com que ela queira caminhar em outros dias, como num feriado. E isso pode levar ela a trocar uma feijoada por algo mais leve. Entende o ponto? Essa pequena vitória deflagrou outras ações pra que aquela pessoa comece a trilhar o caminho do emagrecimento dela e tenha uma vida mais saudável.

Se liga no que você tem que fazer, Coach… seja pra sua vida ou pra do seu Coachee, você precisa já na primeira sessão (independente do que o cliente quiser) estabelecer uma pequena vitória pra que ele comece a ter um padrão de mudança na vida dele. Isso vai gerar tantos efeitos positivos de que a chance dele ter grandes realizações com pequenos esforços será muito maior.

Fez sentido isso que eu falei contigo? Já havia pensado nessa cadeia de ações? Comenta aqui embaixo o que você achou, vou adorar ler o que você escrever pra mim 🙂

Acho que você vai curtir esses outros temas…

Posso fazer Coaching voluntário?

Quando o objetivo não depende só do Coachee

Qual a diferença entre crenças e valores?

Crença limitante: o que é e como tratar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.