Como Desenvolver Empatia e Sua Importância no Coaching

Oh, é o seguinte!

Existe uma habilidade que todo coach precisa ter. Tomara que você veja amor no que eu vou falar pra você.

Posso falar isso com propriedade, até onde eu sei, ninguém no Brasil, talvez no mundo, tenha feito mais coaches viver de coaching do que eu fiz através do profissão coaching e dos nossos outros treinamentos.

É muito diferente formar em coaching e viver de coaching. Eu honro as duas. Formo coaches e faço coaches viverem de coach.

E é o seguinte… nem todo mundo topa pagar o preço. Pra você viver de coaching existem três elementos… pra ter sucesso no que eu quero, primeiro eu preciso ter clareza. A gente tem que saber o que quer. O segundo ponto é saber como você vai conseguir isso, o que você precisa ter e fazer pra ter isso. E terceiro, você precisa topar pagar o preço.

Não adianta a gente pensar, “ah eu quero viver de coaching, eu aprendi”, mas não topa pagar o preço.

O que eu vou te ensinar agora, é algo que você precisa topar pagar o preço porque vai ajudar você a ser um coach melhor. Vários alunos meus são referência hoje no mercado e quando eu olho pra eles eu percebo o que ele tem em comum. Eles tem várias coisas em comum, mas tem um ponto que é mais forte.

Não tem como fugir disso: todo coach tem que ter empatia. Ele tem que saber se colocar no lugar da outra pessoa. Ele tem que entender que a dor dele não necessariamente é a dor do outro. O que pro coach as vezes parece algo simples, pro cliente em coaching pode ser muito pesado. Ou o que pro outro é simples, pro coach é muito pesado. Tem os dois lados.

Eu preciso entender que quando meu coachee me conta uma história, além do não julgamento, não posso lidar com o coachee através dos meus olhos. Eu tenho que lidar com o coachee através dos olhos dele.

É importante dizer isso, nada disso é achismo. Isso é baseado em ciência. 🙂


Uma boa definição de empatia é: saber vestir o sapato do outro pra saber onde aperta, qual é o calo, esse é o ponto da parada.


O que se descobriu recentemente pela ciência é que se eu tiver vendo meu cérebro por dentro, em funcionamento… existe uma estrutura chamada ínsula… ela se acende todinha quando a pessoa tá conectada, em empatia com alguém! Então se a nossa insula se ilumina, quer dizer que provavelmente, a ínsula está relacionada ao caráter da empatia.

Mas então como ter mais empatia? Para fazer ferramentas melhores, se importar mais com os clientes e ser um coach melhor?

Segundo o livro, Mindfulness de J. Mark G. Williams, o que acontece… quanto mais eu desenvolvo minha insula, mais eu tenho potencialidade de entrar em empatia com as pessoas.

Uma forma incrível de desenvolver a empatia é através da meditação, mindfulness, da presença plena.

Eu sou um praticante e quero que você entenda… se você é coach, quer viver de coaching, quer fazer a diferença na vida das pessoas, uma forma incrível de você mostrar que se importa é evoluir você próprio. Talvez a meditação seja um ótimo caminho que vai te ajudar, entre tantas outras coisas, a gerar mais empatia com seus coachees, ter mais conexão e ser um coach melhor.
Beleza?!

Deixa um comentário aí embaixo com qualquer pergunta que você tenha a respeito desse tema!

1 comentário


  1. Muito bom o conteudo. É isto mesmo , meditar, estar presente é ser e se somos , tudo somos e tudo entedemos . Parabens e muita luz pelo lindo trabalho.

    Oss

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.