Como Finalizar um Processo de Coaching

Última sessão do processo de Coaching. O que eu faço com meu cliente? Qual ferramenta usar na última sessão? Como  finalizar o processo de Coaching da melhor forma possível?

Essa é a dúvida da Maria Auxiliadora, e eu resolvi responder pois é uma pergunta muito importante e relevante – aliás, muitas pessoas não sabem como fazer o fechamento de um processo de Coaching.

Vamos pensar da seguinte forma… vão acontecer várias sessões ao longo do processo, e, em tese, em cada uma delas será usada uma ferramenta. Vamos imaginar que o processo tenha 10 sessões. Alguns Coaches fazem 12, outros fazem 8, mas vamos imaginar 10, que é o padrão que eu ensino na Formação em Coaching Criacional.

“Geronimo, o que que eu faço na décima sessão? Eu dou ‘tchau’ pro meu cliente?”

Antes de esclarecer isso, primeiro eu queria dizer duas coisas pra você. Antes de usar qualquer ferramenta, é preciso ter bem claro na mente que Coaching não é ferramenta, e sim metodologia. Talvez você já tenha me ouvido falar isso antes, e tenho certeza que vai me ouvir falar disso para o resto da vida.

Quando aplico determinada ferramenta na primeira sessão, existe uma razão por trás dessa escolha, assim como o uso das outras ferramentas ao longo do processo (e em quais sessões elas vão entrar). No caso do Coaching Criacional, a razão das escolhas segue a metodologia específica do IGT, que tem 4 pilares (não vou entrar nesse ramo da explicação, mas é só pra você saber que existe uma lógica).

Você tem que entender que a devida preparação (desde o começo do processo) do Coachee para que ele siga a jornada sozinho é uma máxima, uma regra ética do Coaching. Não se deve criar dependência dele com você, muito pelo contrário. Depois da última sessão, o seu Coachee vai seguir sem você, isso é natural.

Nesse momento, fica a pergunta de qual ferramenta usar para melhorar a jornada dele depois da última sessão. Vamos lá…

Como Finalizar um Processo de Coaching? É assim que eu faço!

Na última consulta, tem Coach que faz uma sessão “normal”, e tem quem faça uma retomada de tudo o que o cliente em coaching viu durante o processo inteiro. Eu, Geronimo, prefiro outra metodologia, que é usar uma ferramenta que vai ajudar o Coachee a ter consistência. Isso vai fazer com que ele consiga usar tudo o que aprendeu com o Coaching até o fim do objetivo dele.

Essa ferramenta que eu uso se chama “fichinhas da atitude”. Ela pode parecer “boba”, mas tem extremo poder. Os coaches que aplicam ela dizem que os clientes amam esse método. Eu criei esse instrumento porque havia a necessidade de gerar consistência para os meus clientes.

Vou contar como eu geralmente ajo quando fecho um processo. Na última sessão, eu viro pro meu cliente e falo: “Chegamos no final do nosso processo de Coaching! E agora é o seguinte, vamos fazer uma ferramenta que vai ajudar você a ter consistência na semana que vem, que é a semana em que a gente não vai estar junto”. O Coachee já entende que é uma ferramenta de fechamento, e daí aplico normalmente.

Na semana seguinte, depois de terminar o processo de Coaching, eu mando pro meu cliente um relatório final. Esse documento resume tudo o que aconteceu durante todo o processo. O Coachee geralmente fica super satisfeito e indica para outros clientes.

Pra você ter uma ideia, o meu primeiro Coachee me indica novos clientes até hoje, embora eu não consiga dar conta de todos que me procuram. Atualmente eu tenho somente um Coachee de tempos em tempos, porque minha agenda é lotada com treinamentos, palestras, eventos etc, mas ainda quero continuar atendendo e colocando a mão na massa.

Recapitulando: Como Finalizar um Processo de Coaching? Ou qual ferramenta você vai usar na sua última sessão?

A que você quiser, desde que seja para ajudar o seu Coachee a ter consistência. Se você se interessar pela que eu uso, vou deixar o link para o Ferramentas de Coaching, que é um curso em que eu mostro muitas outras ferramentas de Coaching além dessa, e ensino como usar todas elas.

Para se inscrever, é só clicar aqui!!!

Olha só, acho que você pode gostar desses outros temas…

Coaching: como gerar autoridade sem ter tido clientes

4 erros fatais que fazem seu cliente não contratar você

Meta longa no processo de Coaching

A sessão terminou bem antes do que você pretendia… e agora?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.