Nicho de Coaching: Não Quero Ter um, e Agora?

“Gerônimo, eu não tenho nicho em coaching”. “Como é que eu trabalho como coach sem nicho?”. “Tá certo ou tá errado trabalhar como coach sem nicho?”

Se você me acompanha já a um tempo, sabe que eu defendo que coach tem que ter um nicho de coaching. Na minha visão, o coach tem que ter uma área de atuação específica. Mas a dúvida permanece para muitos, então vamos falar sobre isso: como fazer se você não tem nicho…!

A Paty Pirajá perguntou o que o coach deve fazer quando descobre que não tem e não quer ter um nicho? Como fica a comunicação com o público?

Na medicina, também foi assim. Numa época todo mundo era médico. Depois apareceu o ortopedista de ombro, ortopedista de pé, de joelho. Daqui a pouco vai ter ortopedista de dedos. (se é que não já tem) 🙂

Cada coisa tem sua peculiaridade, não estou dizendo que isso é bom ou ruim, foi assim que a medicina foi evoluindo. E o coaching está evoluindo pra isso também. Cada vez mais o coach precisa achar o seu posicionamento no mercado.

Então, por exemplo, você que é coach de carreira… você pode ser uma coach ou um coach mais especializado ou nichado… Você pode ser coach de transição de carreira, você pode ser coach de recolocação profissional, você pode ser coach de aposentadoria.

O negócio é que quanto mais você vai se especializando, mais chance você tem de, por exemplo, sua hora de atendimento ser mais alta. Se você se posiciona apenas como coach, fica muito genérico.

Quando você fala: sou coach de carreira, a pessoa já entende. Você faz ela pensar, cara é exatamente isso que eu preciso. Entende? Quanto mais você afunila isso, melhor fica a sua comunicação com seu possível cliente ideal.

“Mas, Geronimo, e o coach que está começando?”. Tá tudo bem você começar apenas como coach, mas você vai ter que ter mais habilidade pra explicar isso, pra que fique claro pras pessoas. No Profissão Coach, eu ensino como explicar isso de uma forma irresistível pro seu potencial cliente querer te contratar.
Então, de uma forma geral, quanto mais específico eu for, mais fácil de explicar de uma forma irresistível. Quanto mais genérico, mais genérica será a sua explicação. Beleza? Bora continuar!

Digamos então que você não quer ter uma especialização ou um nicho como coach…

Pensa comigo. Qualquer coisa que você queira na sua vida, e não importa o que seja, emagrecer, passar no concurso, elevar seus relacionamentos, se recolocar profissionalmente, passar na prova da OAB, ter mais saúde… não importa o que você queira, todos os resultados tem um eixo em comum. Que elemento em comum é esse? No Wide Awake a gente trabalha muito esse elemento em comum,  é fazer de um jeito que você não está fazendo.

Então, se passar no concurso é o que eu quero, eu preciso estudar de um jeito que eu não estudei, organizar o meu tempo de um jeito que eu ainda não organizei, me dedicar de um jeito que eu ainda não me dediquei.

Se eu quero emagrecer, eu tenho que fazer uma dieta de um jeito que eu ainda não fiz, eu tenho que me exercitar de um jeito que eu ainda não me exercitei, entende?

Então qualquer coisa que você quer na sua vida, precisa passar por um processo de mudança. Então o que é o eixo em comum? A mudança. No WA a gente trabalha em cima disso. Da mudança. Como que eu mudo minha vida? Lá a gente usa uma técnica chamada aprendizagem neuro vivencial, que é pra você mudar de forma mais rápida.

Se você quer ser uma coach ou um coach que não quer ter nicho, então, talvez você possa ser uma coach ou um coach de mudança! E como comunicar isso? “Não importa o que você quer ter na sua vida, você precisa mudar alguma coisa. Eu sou um coach que gera mudança na vida das pessoas”.

Então você explica isso e oferece os seus serviços de coaching justamente pra pessoa mudar, pra que ela tenha aquilo que ela quer na vida dela. Fechou?

Então deixa eu ajudar você melhor com isso! Se quer ser uma coach ou um coach de mudança, eu separei aqui um e-book ensinando uma técnica direta e objetiva para você conseguir cliente pagante.

É só clicar aqui.

Curtiu?!

Então comenta aí embaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.